Notícias de Juquiá - SP

6ª Feira da Pupunha e do Agronegócio em Juquiá consagra-se como a maior do Vale do Ribeira

Data: . - Juquia

“Oportunidades, investimentos, negócios, conhecimentos, culinária, cultura e entretenimento fazem da Feira uma referência regional”.

feira-pupunhaConsagrada como a maiore mais importanteFeira do Estado de São Paulo, o evento em sua 6ª edição foi realizado no centro de eventos Ismael Jaze e reuniu nos quatro dias os principais profissionais do segmento. O espaço contou com uma ampla área para exposição de diversos produtos dos gêneros agropecuários, entre equipamentos, implementos, insumos e indústria. Impulsionando negócios, parcerias, investimentos, oferecendo informação, capacitação e oportunidade de negócios para os produtores rurais e empresários do setor.

A Feira da Pupunha e do Agronegócio já reuniu 170 mil pessoas durante suas edições anteriores, este ano o público de aproximadamente 20 mil pôde contar com diversas apresentações culturais, shows, exposições de artesanato, parque de diversões e praça de alimentação.

O CODIVAR utilizou o espaço técnico para realizar o encontro de Prefeitos, na palestra ministrada o tema principal foi à implementação da Lei Geral, com o objetivo de fortalecer as Micro e Pequenas Empresas na região, este evento iniciou as atividades no recinto da Feira.

Com produção superior a 30 milhões de pupunheiras e cerca de 21 milhões de hastes de palmito sendo produzidos no Vale, Juquiá se destaca como maior produtor da região, com 1.060 hectares em pleno cultivo, conforme dados levantados pela CATI-EDR Registro (Escritório de Desenvolvimento Rural da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral do Vale do Ribeira). Dentro deste panorama a organização do evento elaborou um completo cronograma de atividades técnicas durante os quatro dias, para atender as necessidades na qualificação e informação ao público ligado as diversas cadeias de produção agrícola da região.

O IV Seminário Estadual do Palmito Pupunha que reuniu mais de 120 participantes, discutiu em suas palestras a produção de mudas, fertilização do solo, manejo e controle biológico de pragas, nutrição e adubação das plantas, ponto de colheita e classificação das hastes do palmito. As Estações Tecnológicas e o Balcão Tecnológico foram às novidades apresentadas. Outro assunto debatido em mesa redonda foram as potencialidades e os desafios para industrialização do palmito pupunha, buscando a qualidade acima de tudo. Simultâneo ao seminário, aconteceu o Encontro de Negócios que procurou otimizar a vida do agricultor, ampliando os contatos, gerando negócios, novos produtos, serviços e créditos bancários .

Outros segmentos como a banana também tiveram a devida atenção na Feira da Pupunha, com o Encontro da Família Produtora de Banana, onde avaliaram sua inserção no mercado nacional, internacional e a comercialização da fruta na merenda escolar, ao final da palestra ministrada pelo técnico da CATI foram discutidas estratégias de marketing para melhor divulgar o produto.

Estudantes dos municípios de Miracatu, Registro, Eldorado, Juquiá e Ilha Comprida que fazem parte do Programa Jovem Agricultor do Futuro, participaram por meio de um bate-papo sobre redes sociais na vida profissional. O talk-show foi organizado e realizado pelo Sindicato Rural de Juquiá (FAESP/SENAR) com parceria da Prefeitura Municipal. Os Sindicatos Rurais de Registro e Miracatu e as prefeituras de Eldorado e Ilha Comprida apoiaram tanto a organização como os jovens de sua cidade para que pudessem comparecer ao evento.

A palestra “Acesso ao mercado para produtores rurais” no Encontro da Agricultura Familiar do Vale do Ribeira, mostrou a importância do fortalecimento nos grupos, para que possam atender a demanda do mercado e suas especificações. Os representantes da COOPAFARGA e SINTRAVALE dissertaram sobre cooperativismo e associativismo e seus benefícios.

O Encontro do MEI esclareceu ao Microempreendedor Individual como participar de licitações, se qualificarem e apresentarem as documentações aos órgãos municipais, aquecendo assim a economia local, fazendo com que os recursos permaneçam na cidade. Organizar as finanças foi o tema da palestra “Sei como controlar meu dinheiro” ministrada por um colaborador do Sebrae.

No espaço institucional destacamos a participação das diversas associações como a Apuvale, Coopafarga, Apivale, Abavar, Sindicato Rural, Associação Comercial, Unesp e Banco do Povo, que aproveitaram o espaço para divulgar as ações de suas entidades.

Com um público de aproximadamente 20 mil pessoas a arena recebeu um palco digno de grandes espetáculos, que teve início na noite de quinta-feira (11) com as apresentações dos cantores gospel da cidade de Juquiá, os jovens Igor Henrique, Aline Camilo e Camila Gonçalves (que aproveitou para lançar seu primeiro CD) juntos abriram o Show de Soraya Moraes. A segunda noite ficou por conta dos pagodeiros do Katinguelê. A música sertaneja tomou conta do sábado nas vozes das duplas Myke e Hamada, Matheus Henrique e Gabriel, o Cantor Donizete encerrou a noite surpreendendo a todos quando trouxe ao palco sua filha Bruna Garcia, juntos cantaram e encantaram o publico presente. Encerrando com vozes de ouro a família Geração de Cantores abrilhantou o fim da festa, um domingo para ficar na memória dos apaixonados pela musica raiz, a dupla Cezar e Paulinho na companhia de Craveiro e Cravinho e Ed e Fábio deu o tom final aos shows.

As belas rainhas e princesas desfilaram de forma graciosa a beleza feminina de Juquiá, distribuindo às milhares de pessoas sua simpatia, carisma e charme. 04 categorias e 12 lindas meninas nas categorias mirim, infanto-juvenil, juvenil e adulta transformaram o centro de eventos em uma verdadeira passarela.

Com uma estrutura impecável a cidade de Juquiá oferta ao Vale do Ribeira notoriedade quando se fala em eventos de grande porte, não fugindo do principal produto, a Pupunha. Juquiá é pioneira no cultivo do palmito, têm a maior produção e a maior área cultivada na região, dados levantados após estudo realizado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Com esta iniciativa o Prefeito Merce aprimora o trabalho a cada edição para aproximar e unir os produtores e tornar o segmento mais profissional e competitivo.

Segundo Merce os grandes resultados a gente observa pós-feira, quando os interessados retornam e buscam adquirir mais conhecimentos para futuros investimentos. Na maioria das vezes a cidade de Juquiá recebe grande parte deles, refletindo em novos empreendimentos e geração de emprego.

A gastronomia ficou por conta do Fundo de Assistência de Solidariedade Social representado pela Primeira-dama, Ana Emília Hojeije, que marcou presença com a equipe do Departamento Social e voluntários, onde apresentaram a culinária de iguarias preparadas do palmito pupunha. Foram servidos as deliciosas moquecas, risotos, bolinhos, tortas, pastéis e a sopa de feijão, o ingrediente principal ficou a cargo do palmito pupunha.

“Representar o Vale quando falamos em Pupunha e Agronegócio é um privilégio, hoje, Juquiá não é meramente conhecida como uma cidade agradável e de gente hospitaleira, construímos e acreditamos em um projeto. A Feira é uma oportunidade para qualificarmos a atividade do cultivo da pupunha, nos classificando como um município empreendedor, que acredita na agricultura e investe em qualidade de vida. Temos uma produção competitiva e de qualidade, nos tornamos uma referência no Estado e por que não falar no Brasil. Que todos tenham aproveitado ao máximo o evento que sempre é realizado com muita dedicação e carinho a todos,” finalizou o prefeito Merce Hojeije.