Notícias de Eldorado - SP

Caverna do Diabo é a primeira caverna do Brasil adaptada para deficientes

Data: . - Eldorado

 

Mostrar que os deficientes lutam pelas suas causas e que são vencedores são alguns dos objetivos do Projeto Exploração Adequada – Ecoturismo Adaptado. Pensando em mostrar aos deficientes as belezas que Eldorado possui, a Prefeitura da Estância Turística de Eldorado e o Departamento de Turismo, com apoio da Fundação Florestal, grupo Pé no Mato, a comissão de Espeleoinclusão da SBE, a Associação dos Deficientes Físicos de Pariquera-Açu (Adefipa) e o Núcleo Regional X, resolveram levar os deficientes até a Caverna do Diabo e estão fazendo projetos para o arborismo, rapel e ecoturismo rural.
 
Para a primeira visita à caverna, foi necessário colocar rampas de madeira. "A caverna do Diabo é primeira caverna do Brasil que já possui alguns metros adaptados para os deficientes", ressalta o presidente do Núcleo Regional X, Luciano Marques.
 
No último dia 9, a partir das 14 horas, após a posse da mesa diretora do Núcleo Regional X – Baixada Santista e Vale do Ribeira para Assuntos da Pessoa com Deficiência e o almoço servido a todos que participaram da posse, aconteceu mais uma excursão para a beleza natural do município.
 
A solenidade ocorreu no salão paroquial de Eldorado, às 10 horas, e teve como participantes deficientes de várias cidades da região, diretores de alguns departamentos da Prefeitura de Eldorado, representantes de associações ligadas aos deficientes e a primeira-dama de Eldorado, Minilidia Teixeira de Oliveira, que representou o Prefeito Donizete Antonio de Oliveira (Zetinho).
 
Durante a posse, o novo presidente, Luciano Marques, mostrou os objetivos e as propostas de trabalho que o Núcleo tem nessa nova gestão. "Vamos dar prioridade ao Vale do Ribeira, pretendemos fazer uma reunião em cada cidade", comenta Marques.
 
Pretendem ainda, oferecer nove cursos de capacitação para os municípios, entre eles capacitação institucional, profissional e científica e técnica para profissioanis que atuam no segmento de pessoa com deficiência.
 
Para a primeira-dama, um trabalho como o do Núcleo e da Adefipa é muito importante. "Atualmente, os deficientes se ajudam, superam os limites", fala Minilidia. E complementa, "os deficientes são vencedores em tudo, no esporte, no trabalho, no dia-a-dia".