Notícias do Vale do Ribeira - SP

Programa iniciará atividades de campo com produtores de pupunha do Vale

Data: . - Vale do Ribeira

Em março começam as atividades de campo com os produtores cadastrados no Programa Palmito Pupunha de Qualidade (PPPQ), iniciado em janeiro deste ano e que pretende diferenciar a produção de palmito do Vale do Ribeira pela qualidade, com ações que contemplam tanto os produtores como as agroindústrias de palmito da região.

Em reuniões realizadas neste mês de fevereiro, em Registro, extensionistas e representantes das instituições parceiras do Programa discutiram a programação da assistência técnica aos produtores rurais, os temas dos encontros e a definição do cronograma de ações ao longo do ano. Participaram das reuniões técnicos da CATI-EDR de Registro, Unesp de Registro, Sindicato Rural de Registro, Prefeituras de Registro, Eldorado e Juquiá, Casas da Agricultura de Iguape, Itariri, Sete Barras, Eldorado, Cajati, Registro e Itariri e representantes da Associação dos Produtores de Pupunha do Vale do Ribeira.

O primeiro encontro de produtores está agendado para o dia 12 de março, em Juquiá, com apresentação do tema “Adubação” e a importância da Análise de Solo, incluindo ainda a realização do diagnóstico do produtor. Foram programados também os encontros em Eldorado (dia 18/03), Iguape (dia 19/03), Registro (dia 25/03) e Cajati (dia 26/03). O tema principal desta primeira rodada de encontros será abordado pelo professor da Unesp de Registro, Danilo Eduardo Rozane.

Outros temas definidos pelos técnicos e que serão desenvolvidos ainda neste primeiro semestre são: “Boas Práticas Agrícolas”, “Colheita da Pupunha” e “Caderno de Campo”. Ao longo do programa, as ações com os núcleos de produtores devem priorizar como espaço as unidades demonstrativas de produção de pupunha, que serão implantadas pela CATI nos municípios, por meio do Programa CATI-Pupunha.

O gestor de projetos de Agro do Sebrae-SP, Alaym Rosa Bernardo Borges, explica que além das capacitações com os produtores, o Programa Palmito Pupunha de Qualidade prevê a elaboração do manual de Boas Práticas de Fabricação, realização de pesquisas de mercado, missões de negócios, feiras e eventos gastronômicos, entre outras ações de marketing e divulgação. A proposta também visa a criação de um selo de origem e de certificação da qualidade do palmito regional.

O programa será aplicado nos próximos dois anos, numa parceria entre a Associação dos Produtores de Pupunha (Apuvale), Sebrae-SP, CATI-EDR de Registro, Unesp de Registro, CIESP-Vale do Ribeira/Fiesp/Senai, Instituto Federal de São Paulo, Instituto Palmito Seguro, Casas da Agricultura e Prefeituras da região.

O produtor interessado em participar precisa ter a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) ou CNPJ de produtor rural. Mais informações pelo telefone (13) 3821-7111 (Sebrae-SP) ou nas Casas da Agricultura.

Agroindústrias

Também será iniciado em março o processo de capacitação e de consultorias a cerca de 30 agroindústrias de palmito pupunha da região. Duas turmas de fábricas já foram formadas para participar do Programa Alimento Seguro (PAS-Indústria) do Sebrae-SP, que começa no período de 16 a 30 de março (com o diagnóstico das empresas) e prossegue até outubro alternando a realização de aulas teóricas com consultorias nas fábricas. As ações com o setor agroindustrial envolvem a parceria do Sebrae-SP, Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (CIESP-Vale do Ribeira/FIESP/SENAI) e o Instituto Federal de São Paulo.